Por causa da pandemia, governo de Pernambuco prorroga suspensão de cirurgias eletivas até 20 de junho

Por causa da pandemia, governo de Pernambuco prorroga suspensão de cirurgias eletivas até 20 de junho

As cirurgias eletivas que demandem internação hospitalar no estado ficarão suspensas até o dia 20 de junho. A nova portaria com a prorrogação da proibição dos procedimentos foi publicada, neste sábado (5), no Diário Oficial do Estado.

As cirurgias marcadas estão suspensas no estado, desde 8 de março. A prorrogação anterior aconteceu no dia 25 de maio. Antes dessa decisão, procedimentos estavam vetados até domingo (6).

São afetados os procedimentos agendados previamente. Ou seja, os que são “não urgentes e que podem ser adiados sem prejuízo à saúde do paciente”.

De acordo com o boletim de acompanhamento diário da Covid-19, divulgado, neste sábado, pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, a suspensão vale para as redes pública e privada. O objetivo, segundo o governo, é “evitar sobrecarga nos sistemas de saúde”.

Ficam mantidas as cirurgias eletivas inadiáveis, como as oncológicas, cardíacas, transplantes e procedimentos que possam causar dano permanente ao paciente em caso de adiamento. Também pode ocorrer as cirurgias ambulatoriais que não demandam internamento hospitalar.

Além disso, fica mantido o funcionamento das unidades de consultórios, clínicas, laboratórios e hospitais com a realização de consultas, procedimentos diagnósticos e terapêuticos ambulatoriais, além dos serviços de urgência e emergência.