África, Américas do Sul e Central somam só 6% das vacinas aplicadas no mundo
Foto: Johanna Geron/Reuters

África, Américas do Sul e Central somam só 6% das vacinas aplicadas no mundo

  • Post author:

Entre os 82 países que registraram ao menos 100 mil casos do novo coronavírus desde o início da pandemia – e que, juntos, representam 97% de todas as infecções pela doença no planeta –, apenas 59 já começaram a vacinar suas populações.

Somadas, todas essas nações já aplicaram mais de 186 milhões de doses dos vários imunizantes aprovados contra a Covid-19, mas apenas 6% (pouco mais de 11 milhões) foram utilizados na África, na América Central e na América do Sul.

Já Ásia, Europa e América do Norte, juntas, foram responsáveis pelo uso de 94% dos imunizantes (cerca de 175,6 milhões de doses).

Os dados analisados pela CNN foram retirados do Our World in Data – publicação mantida por pesquisadores da University of Oxford e pela ONG Global Change Data Lab – e da Universidade Johns Hopkins.

“O que é importante termos em mente é que essa disparidade, essa falta de equidade em relação às vacinas já aconteceu em surtos recentes, como por exemplo na época que foi desenvolvida a primeira vacina contra influenza”, afirmou o pesquisador titular da Fundação Oswaldo Cruz, Rodrigo Stabeli.

No caso das vacinas contra a Covid-19, Estados Unidos e China são os dois países que contribuem para desequilibrar a distribuição mundial dos imunizantes.

Isso porque os norte-americanos já aplicaram 56,2 milhões de doses (30,14% do total global e 95,7% do usado na América do Norte) e os chineses 40,5 milhões (21,7% do total global e 60,66% das doses na Ásia).

Na terceira posição, mas longe dos líderes em imunização, está o Reino Unido, com 16,4 milhões de doses de vacinas aplicadas (8,83% do total mundial e 33% das aplicações na Europa).

Com informações da CNN Brasil

Compartilhar

Deixe uma resposta